Truculência da polícia de Alckmin

Giuliana Vallone, repórter da Folha, foi atingida por um disparo de bala de borracha da tropa de choque da Polícia Militar

Polícia atira contra ativistas durante manifestação contra o aumento das tarifas do transporte público em São Paulo

Manifestantes ajoelham-se diante de policiais durante mais um ato contra o aumento das tarifas do transporte público na capital paulista

Ativistas ajoelham-se em frente a policiais durante manifestação contra o aumento das tarifas do transporte público em São Paulo

Manifestantes criam barricada contra avanço da polícia durante protesto no centro de São Paulo.

Polícia atira balas de borracha durante ato contra o aumento das tarifas do transporte público de São Paulo; houve conflito com manifestantes.

Manifestantes pela redução das tarifas do transporte público em São Paulo caminham na rua da Consolação.

Manifestantes concentram-se na praça Ramos de Azevedo, em frente ao Teatro Municipal, no quarto ato contra o aumento das tarifas do transporte público em São Paulo.

Anúncios

Figuras do Movimento Operário

Enver Hoxha

Secretariado do Conselho Geral da Juventude Popular da Albânia

1948


Primeira Edição: Fevereiro de 1948.
Fonte: Problemas – Revista Mensal de Cultura Política nº 7 – Fevereiro de 1948 .
Transcrição e HTML: Fernando A. S. Araújo, Julho 2007.
Direitos de Reprodução: A cópia ou distribuição deste documento é livre e indefinidamente garantida nos termos da GNU Free Documentation License.
foto Hoxha

Enver Hoxha, o organizador e o dirigente máximo do nosso Exército e do nosso Estado, é a mais eminente personalidade política surgida da grande guerra do povo albanês.

Continuar lendo

Uma Juventude Revolucionária

Enver Hoxha

28 de Junho de 1968


Primeira Edição: Extractos do discurso pronunciado a 28 de Junho de 1968, em Gradishte, durante o grande meeting dos jovens voluntários que construiam a via férrea Progoghinê-Fier.
Fonte: Cadernos Cultura Popular nº 6 – Publicações Nova Aurora, Lisboa, 1974.
Tradução: Manuel L. Martins
Transcrição e HTML: Fernando A. S. Araújo

foto de Mao Tse Tung

I

(…) O socialismo cria o progresso e a abundância. Ele assegura o progresso e a verdadeira democracia para o povo. Continuar lendo

Primeiro de maio pelo mundo e a juventude em 2013

Daniel Faria e Daniel Ribeiro*

“Nós propomos refazer as coisas.
Estamos fartos de trabalhar para nada,
escassamente para viver,
jamais uma hora para pensar.”

Esses versos eram cantados nas manifestações de trabalhadores norte-americanos no fim do século XIX, momento histórico em que foi travada uma forte batalha por condições justas de trabalho no mundo todo. Afinal, a jornada de trabalho era de 19 horas diárias, e muitas mortes, durante ou em consequência desta jornada, eram registradas nas fábricas daquele período. A palavra de ordem, então, poderia ser sintetizada na famosa frase: “oito horas de trabalho, oito horas de descanso e oito horas para o que nos der ganas”. Continuar lendo

A União da Juventude Socialista divulga nota de pesar sobre a morte Hugo Chávez

A União da Juventude Socialista publicou nota de pesar em referência a morte do presidente da Venezuela, Hugo Chávez.

Leia abaixo a íntegra da nota.

Hasta siempre comandante!

A América Latina, Nuestra America, perde hoje um de seus mais destacados líderes. Em rede de televisão aberta e ao vivo o vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou a morte do Comandante Hugo Chávez.

Quando Eduardo Galeano escreveu o livro “As veias abertas da América latina” éramos um continente de joelhos para as grandes potências, vivíamos em quase todas as partes nas sombras de ditaduras assassinas e entreguistas.

Hugo Chávez é um dos maiores símbolos da luta por transformar este pedaço de terra tão rica, de um bravo povo, em “la gran patria latinoamérica”!

Temos a certeza que a revolução bolivariana, que fortaleceu a democracia participativa através dos círculos bolivarianos e dos conselhos comunais, que erradicou o analfabetismo, enterrou a Alca (Área de Livre Comércio das Américas), que tem a menor desigualdade social de toda a América do sul e proclamou o socialismo do século 21, continuará, lidera por Nicolás Maduro, a realizar os grandes feitos revolucionários iniciados por Hugo Chávez.

Estamos seguros de que o povo venezuelano, com sua bravura revolucionária, saberá superar este momento de profunda dor – dor que também sentimos – e continuarão o caminho da libertação, justiça, democracia e paz.

Como disse o vice-presidente Nicolás Maduro, “que em nosso coração haja o único sentimento de nosso comandante, amor pela pátria”.

Hasta Siempre Comandante Chávez!

União da Juventude Socialista.

Fonte: Página da UJS

Estudantes voltam a enfrentar a polícia no Chile

Estudantes voltam a enfrentar a polícia no Chile

A polícia dissolveu a manifestação com gás lacrimogêneo e jatos de água. Os estudantes responderam jogando paus e pedras.

Protestos no Chile

No ano passado, os estudantes protagonizaram mais de 40 passeatas pelo centro de Santiago, algumas delas consideradas as maiores das últimas duas décadas

Santiago – Estudantes e policiais voltaram a se enfrentar nesta quinta-feira no centro de Santiago depois de dissolvida uma manifestação não autorizada, a primeira do ano, para reclamar uma educação pública gratuita e de qualidade.

A manifestação foi convocada pela Assembleia de Coordenação de Estudantes Secundários (Aces), uma organização que reúne parte dos alunos dos principais colégios de Santiago, e não conseguiu o apoio da Confederação de Estudantes do Chile (Confech), que congrega as principais universidades do país.

A polícia dissolveu a manifestação com gás lacrimogêneo e jatos de água. Os estudantes responderam jogando paus e pedras.

A polícia não informou ainda sobre número de presos ou pessoas detidas.

A imprensa local calculou em cerca de 3.000 o número de estudantes reunidos.

Os estudantes reclamam desde o ano passado melhorias na qualidade da educação e gratuidade, em um país que conta com um dos sistemas de ensino mais desiguais do planeta.

No ano passado, os estudantes protagonizaram mais de 40 passeatas pelo centro de Santiago, algumas delas consideradas as maiores das últimas duas décadas por reunir mais de 100.000 pessoas.

Fonte: Exame